Grupo RL

Notícias na General Osório

Listando: 6 à 10 de 1105
Certificado digital de veículos é adiado para junho de 2019

Até então, o CRLV Digital tinha prazo de emissão previsto para 31 de dezembro de 2018. Documento será facultativo para motoristas brasileiros.

Na última sexta-feira, 28/12, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) anunciou o adiamento do prazo para a emissão da versão digital do documento CRLV para veículos. As informações são do AutoEsporte, da Globo.

De acordo com o site especializado, os estados brasileiros agora têm até 30 de junho de 2019 para começar a emitir o chamado CRLV Digital - o prazo anterior era de 31 de dezembro de 2018. Anunciado pela primeira vez em dezembro de 2017, o CRLVe
começou a ser disponibilizado no Distrito Federal em agosto.

Vale notar que a versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo será facultativa para os motoristas do país, da mesma forma que a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) digital, que já pode ser emitida.

Assim como a CNH digital, o CRLVe contém todas as informações do documento impresso e um QR code. A nova versão também permite exportação em arquivo PDF, com assinatura digital, que tem validade de documento autenticado.

O CRLVe, entretanto, só será expedido após a quitação dos débitos relativos a tributos, encargos e multas de trânsito e ambientais vinculados ao veículo, bem como o pagamento do DPVAT, informou o Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O site do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) manterá uma lista com os estados que aderirem a nova versão digital do CRLV.

“CNH inteligente” também adiada

A notícia sobre o adiamento do prazo para emissão do CRLV digital acontece poucas semanas após o Contran anunciar o adiamento em quatro anos do prazo para emissão da nova CNH com chip – de janeiro de 2019 para dezembro de 2022.


(Fonte: Da Redação - Terra) - 02/01/2019
Ford cria casinha para proteger cachorros contra barulho de fogos de artifício

Casa conta com microfones que detectam os sons das explosões para oferecer cancelamento de ruído

Engenheiros da Ford chegaram a uma solução inteligente para proteger cachorros do barulho de fogos de artifício, comuns nessa época do ano devido às comemorações de Natal e Ano Novo. Cachorros têm uma audição mais sensível que humanos e dado ao barulho das explosões, muitos acabam fugindo de suas casas e podem acabar se machucando.

A casinha foi desenvolvida com a mesma tecnologia que equipa fones com cancelamento de ruídos e que também é aplicada na cabine dos veículos da companhia para anular ruídos externos.

A tecnologia que habita a casa, segundo a Ford, consegue detectar o barulho dos fogos por meio de microfones e atua para mitigar os sons ou ainda eliminá-los por completo, emitindo frequências opostas, por meio de um sistema de áudio. Ela também dispõe de paredes com isolamento acústico, piso redutor de vibração e ventilação à prova de som.

“Nós nos perguntamos como as tecnologias usadas nos nossos carros podiam ser aplicadas em outras situações e identificamos que os cães ficariam mais confortáveis na comemoração de Ano Novo com a aplicação do nosso sistema de controle ativo de ruído. E temos mais algumas ideias em andamento sobre como o know-how da Ford pode ajudar na nossa vida cotidiana”, explicou Lyn West, gerente de Comunicação de Marketing da Ford Europa.

Por enquanto, a invenção da Ford é um protótipo funcional e não há planos de lançar o produto ao mercado, dado ainda o fato de que não se trata de um produto central que a Ford comercializa. De qualquer forma, o conceito é uma exibição de como diferentes tecnologias podem ser combinadas para gerar bem-estar e melhor qualidade de vida não só para humanos como também para animais de estimação.

(Fonte: @idgnow Da Redação) - 26/12/2018
Brasileiros já podem gerar a CNH Digital por meio de aplicativo

Nova funcionalidade da CNH Digital permite gerar documento eletrônico remotamente sem a necessidade do comparecimento ao Detran

Motoristas brasileiros já podem obter a Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH) pelo celular ou tablet por meio de um aplicativo desde a quinta-feira (20). A ferramenta foi desenvolvida pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) em conjunto com o Ministério das Cidades e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

A nova funcionalidade da CNH Digital permite gerar o documento eletrônico remotamente sem a necessidade do comparecimento ao Departamento de Trânsito (Detran) ou do uso de certificado digital.

Sendo uma maneira mais fácil, cômoda e prática aos brasileiros.

Vale ressaltar, entretanto, que para ter acesso à novidade, é necessário ter CNH com QR Code impresso no verso do documento e fazer o download do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), disponível gratuitamente na Google Play e App Store.

Atualmente, mais de 26 milhões de brasileiros possuem o documento com o código de barras bidimensional, segundo levantamento do Ministério das Cidades. Apenas cerca de 620 mil CNHs digitais foram emitidas em todo o país. O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, acredita que essa inovação da CNH Digital vai estimular a procura pelo documento digital. “A necessidade de atendimento presencial era uma exigência que limitava a procura do cidadão pelo documento digital. Nem todos os motoristas tinham tempo para ir a um posto de atendimento do Detran. Mas, agora, ficou muito mais rápido e prático, facilitando a vida das pessoas”, destaca Baldy.

Segurança

Existem diferentes camadas no aplicativo que garantem a segurança do processo de emissão do documento. “Primeiro, o dispositivo móvel realiza a leitura e validação do QR Code, impresso na parte interna da CNH em papel. Depois, o cidadão passa por uma etapa de validação biométrica facial, garantindo a correta identificação da pessoa”, explica a diretora-presidente do Serpro, Glória Guimarães.

Como obter

A CNH Digital pode ser utilizada por todos os motoristas que possuem a versão mais recente da carteira em papel, emitidas a partir de maio de 2017, com um QR Code impresso na parte interna.

Para obter o documento eletrônico, é preciso fazer o download do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), disponível gratuitamente na Google Play e App Store.

Depois, basta fazer o cadastramento no aplicativo. O usuário recebe um e-mail e deve clicar no link para ativar o cadastro.

Após a ativação, deve-se fazer login no aplicativo e clicar em “adicionar documento”, que será a CNH Digital.

A CNH Digital poderá ser emitida de três maneiras: “pelo celular”, “com certificado digital” e “sem certificado” (comparecimento ao Detran).

Se a opção for "pelo celular", o usuário deve primeiro usar o seu dispositivo móvel para ler o QR Code, que fica na parte interna da CNH em papel. Depois, ele faz a “prova de vida”, um movimento físico do usuário, lido pela câmera do celular, para garantir que ele é mesmo quem está sendo identificado.

Depois de confirmar a validação, será necessário informar o número de telefone celular. Neste momento, será disponibilizada a CNH Digital no dispositivo móvel.

O aplicativo vai pedir para o usuário criar uma senha de quatro dígitos, uma chave de acesso que deverá ser digitada toda vez que o documento digital for utilizado. A CNH Digital poderá ser acessada pelo dispositivo móvel mesmo off-line, ou seja, sem internet.

(Fonte: @idgnow Da Redação) - 26/12/2018
SEGURO OBRIGATÓRIO FICA 56% MAIS BARATO EM 2019

Ministério da Fazenda justifica redução dizendo que montante acumulado é maior do que o necessário

Os motociclistas gastarão menos com o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos (DPVAT) que terá uma redução de 56% para 2019 e passará de R$ 185,50 para R$ 81,62.

Para justificar a redução, o Ministério da Fazenda divulgou nota afirmando que “o montante acumulado atualmente é superior às necessidades e que o combate às fraudes levou a uma redução significativa dos sinistros”.

Vale lembrar que rodar com o Seguro Obrigatório em atraso gera multas e até apreensão da motocicleta.

Foto: Divulgação

DUCATI APRESENTA DRE NO BRASIL; CONHEÇA CURSOS E AGENDA

Programa, criado em 2003, já atendeu mais de dez mil motociclistas e chega ao país em duas modalidades; saiba como foi primeira amostra do curso de pilotagem

Na última sexta-feira (14), a Ducati apresentou no Brasil o DRE (Ducati Riding Experience), programa de aperfeiçoamento e experiência de pilotagem oficial da fabricante. Criado em 2003, o programa

já teve mais de dez mil alunos mundo afora e chega agora ao país.

A imprensa especializada, entre elas o MOTO.com.br, foi convidada a ir até o Haras Tuiuti, pista localizada no interior do estado de São Paulo, para ter o primeiro contato com a plataforma de experiência da Ducati.

No dia da apresentação, Leandro Mello - jornalista, piloto e instrutor de pilotagem homologado pela fabricante de Borgo Panigale - deu detalhes sobre o curso e explicou que serão duas as modalidades do DRE.

O DRE Safety – demonstrado no dia da apresentação – consiste em oferecer aos alunos técnicas de pilotagem com foco na segurança. A reportagem participou dos exercícios, que abordam tópicos como equilíbrio, postura de pilotagem, frenagem e slalom, entre outras técnicas. Nesta modalidade, a Ducati disponibiliza aos alunos as motos da família Monster, Multistrada e a recém-lançada Supersport S.

Além de Mello, toda a equipe de instrutores é homologada pela matriz da Ducati. A cada exercício – os participantes do dia foram divididos em pequenos grupos e cada grupo tinha um instrutor – recebiam orientações para aperfeiçoar a técnica e corrigir eventuais erros.

O objetivo do DRE Safety, segundo a fabricante, é desenvolver motociclistas para que eles se sintam à vontade nas mais variadas situações durante a pilotagem, simulando cenários semelhantes aos que podem ser vividos nas ruas e rodovias no dia a dia.

Já o DRE Racetrack é voltado para alta performance em pista. Com as motos da família Panigale (959 e 1299), o curso tem como foco aumentar o desempenho do motociclista, seja na aceleração, seja no estilo de pilotagem.

Assim como no DRE Safety, os participantes são divididos em grupos e monitorados pelos instrutores. A cada sessão, os pilotos são orientados pelos instrutores na correção de técnicas – com o auxílio de imagens de vídeo para análise, o que segundo a fabricante facilitará a evolução dos alunos.

A agenda de 2019 do DRE, seja na modalidade Safety ou na Racetrack, já está definida. Na Safety, o local será sempre o Haras Tuiuti. Já para a Racetrack, a Ducati passará por outros estados brasileiros no próximo ano. A comercialização dos cursos será feita pelo site dreducati.com.br e pelas concessionárias da marca. Confira a agenda do DRE para 2019:

DRE SAFETY
Data: 24/março/2019
Local: Haras Tuiuti/ Tuiuti (SP)

Data: 25/maio/2019
Local: Haras Tuiuti/ Tuiuti (SP)

Data: 28/setembro/2019
Local: Haras Tuiuti/ Tuiuti (SP)

DRE RACETRACK
Data: 19/abril/2019
Local: Velo Città 19/04

Data: julho /2019
Local: Curitiba (PR)

Data: agosto /2019
Local: Goiânia (GO)

Data: novembro /2019
Local: São Paulo (nova pista Pirelli)

Confira abaixo os detalhes de cada curso:

DRE SAFETY
Duração Um dia (das 8h às 17h)
Requisitos

Habilitação categoria A
Motocicletas
Monster 797, Monster 1200 S, Multistrada 950, Multistrada 1200 e 1260 e Supersport S
Preço R$ 1.900,00


DRE RACETRACK
Duração Um dia (das 8h às 17h)
Requisitos

Habilitação categoria A
Motocicletas 959 Panigale e 1299 Panigale
Preço R$ 2.900,00

Listando: 10 de 1105

Anuncie

Sobre o Portal da General Osório

O Portal da General Osório foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua General Osório (boca das motos) no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área de Motociclismo.