Grupo RL

Notícias na General Osório

Listando: 1 à 5 de 1233
VÍDEO: ACELERAMOS A NOVA TRIUMPH TIGER 900 GT PRO

Lançada no Brasil, a nova geração Tiger chega com mais tecnologia, performance e versatilidade para curtas ou longas jornadas no dentro e fora de estrada

Segundo a Triumph do Brasil: “não há um parafuso igual ao modelo Tiger 800”, quando a subsidiária brasileira se referiu a nova geração Tiger 900, um dos lançamentos mais esperados do ano, já que o Brasil, é o maior consumidor de Tiger do mundo.

A princípio chegaram as versões Pro (GT e Rally) mais sofisticadas e com preços promocionais no primeiro lote. Atualmente, todas as versões já estão disponíveis nas concessionárias Triumph Motorcycles, com a Tiger 900, versão de entrada, a partir de R$ 48,9 mil.

Novo chassi, motor, suspensão, freios, tudo novo, além de um novo painel e eletrônica de última geração que fizeram da nova Tiger um modelo mais atual e mais versátil do que nunca, ganhando em desempenho inclusive no off-road.

Confira nosso review com a GT Pro, mais voltada para trajetos urbanos, longas jornadas on-road e uma boa pitada de aptidão para o fora de estrada de chão batido.

HONDA ABRE PRÉ-VENDA DA LINHA CRF 2021 NO BRASIL

Novas CRF 450R, CRF 250R e CRF 250RX já podem ser reservadas

A Honda iniciou nesta terça-feira (15) a pré-venda da linha 2021 da família CRF, com as novas CRF 450R, CRF 250R e CRF 250RX. A CRF 450R, segundo a fabricante, foi totalmente renovada e aproveitou conhecimentos adquiridos com a CRF 450RW, moto utilizada pela equipe oficial da Honda no Mundial de Motocross e campeã na categoria MX1 com Tim Gajser em 2019.

Chassi e balança, por exemplo, são completamente novas. O quadro possui nova geometria e as suspensões passaram por mudanças no ajuste que, segundo a Honda, melhoraram o desempenho em curvas.

O motor também foi submetido a alterações e conta com sistema de admissão e exaustão atualizados para, de acordo com a fabricante, entregar mais potência e ao mesmo tempo suavizar a entrega em baixas e médias rotações. O silenciador agora é único, diferente do que se via na vers˜åo anterior, que contava com um modelo duplo.

Outras alterações de destaque são a introdução da embreagem hidráulica e as novas partes plásticas e banco mais compactos - o que, segundo a Honda, proporciona maior liberdade de movimentos. A CRF 450R conta com controle de tração e de largada na parte de eletrônica - os controles foram atualizados, sendo concentrados no punho esquerdo.

CRF 250R e CRF 250RX
Tanto a CRF 250R, voltada para o motocross, quanto a CRF 250RX, voltada para o rally cross-country, utilizam o mesmo motor de 249,9 cm³. Os modelos contam com o sistema EMSB (Engine Mode Select Button), no qual o piloto pode escolher entre três mapas de motor, e com controle de largada.

Uma diferença significativa entre os dois modelos e o aro da roda traseira: na CRF 250R, a roda traseira é aro 19, enquanto na CRF 250RX a roda traseira é de aro 18.

A pré-venda dos três modelos já foi iniciada, mas a chegada dos modelos às concessionárias da rede Honda Dream acontece em novembro. A CRF 450R tem preço sugerido de R$ 53.590,00, a CRF 250RX custa R$ 50.590 e a CRF 250R sai por R$ 48.690.

PRODUÇÃO DE MOTOS SEGUE EM ALTA EM AGOSTO

Total de motos produzidas no Polo Industrial de Manaus é maior do que em julho, mas inferior a agosto de 2019

O setor de duas rodas no Brasil segue se recuperando aos poucos mesmo em um cenário ainda complicado de pandemia da covid-19, que ainda afeta o mundo todo.

Entretanto, a produção de motocicletas vem crescendo nos últimos meses após o período de pausa e os números de agosto divulgados pela Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) mostram que o setor cresceu novamente.

No mês passado foram produzidas 98.358 unidades no Polo Industrial de Manaus, crescimento de 0,4% em relação ao mês de julho, quando foram produzidas 97.920 motocicletas.

O volume, como é de se imaginar, é inferior ao registrado em agosto de 2019, quando 114.738 motocicletas saíram das fábricas localizadas na capital do estado do Amazonas.

No acumulado entre janeiro e agosto deste ano, foram produzidas 588.495 motocicletas, queda de 20,9% na comparação com o mesmo período em 2019, quando o total foi de 743.556 unidades.

As diferenças se explicam pelos impactos da pandemia, segundo o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian. O dirigente explica que mesmo na retomada da produção as fabricantes estão operando em menor capacidade, o que gera consequências.

“Desde a retomada gradual das atividades industriais em maio, a produção de motocicletas vem mostrando uma curva ascendente e consistente. O volume até poderia ser maior, mas as fábricas ainda operam com restrições, pois a prioridade é preservar a saúde dos colaboradores, atendendo aos protocolos sanitários de segurança”, disse Fermanian.

“Isso, no entanto, gera desequilíbrio entre a oferta e a demanda. Ainda estamos atendendo às entregas atrasadas dos consórcios, por exemplo, que respondem por cerca de 25% das vendas de motocicletas no Brasil”, completou.

BIMOTA REVELA PREÇO E DATA DE LANÇAMENTO DA TESI H2

Pré-venda de lote de 250 unidades numeradas já está aberta

A Bimota havia dito há algum tempo que a Tesi H2, primeiro modelo da marca após a venda de parte das ações da fabricante italiana para a Kawasaki, chegaria ao consumidor neste mês.

A realidade, no entanto, é que a pré-venda da Tesi H2 é que foi iniciada neste mês, com as primeiras unidades do modelo começando a ser entregues no dia 1º de outubro.

Além da data de lançamento, a bimota divulgou mais imagens da Tesi H2 e a potência do modelo, que carrega o H2 no nome justamente por ser equipado com o motor supercharger desenvolvido pela Kawasaki.

São quatro cilindros em linha e 998 cm³ de cilindrada, que entregam 234 cv de potência máxima a 11.500 giros e torque máximo de 14,37 kgf.m a 11 mil rotações por minuto.

Além disso, a Tesi H2 conta com balanças traseira e dianteira em alumínio, rodas aro 17 e sistema de freios com dois discos de 330 mm na dianteira e um disco de 220 mm na traseira.

Preço? € 64.000, o equivalente a R$ 409.200 em conversão direta. O primeiro lote conta com 250 unidades e está reservado apenas para a Europa, com a fabricante dizendo que posteriormente a Tesi H2 será vendida para outros mercados.

APRILIA RS 660 APARECE EM AÇÃO PELA PRIMEIRA VEZ

Fabricante de Noale divulga breve vídeo com primeiras imagens da moto em ação

A Aprilia RS 660 apareceu pela primeira vez como conceito, no Salão de Milão de 2018. Um ano depois, na edição seguinte do evento, a moto foi apresentada na versão de produção.

A RS 660 marca a estreia de uma família de média cilindrada na fabricante de Noale. O motor é um bicilíndrico de 660 cm³ que utiliza como base os dois cilindros dianteiros da RSV4, superesportiva da Aprilia, e entrega 101 cv de potência.

Além disso, a RS 660 conta com uma central inercial (IMU) de seis eixos, o que permite que a moto tenha um pacote eletrônico digno das principais superesportivas do mercado, contando com controle de tração, antiwheelie, quickshifter

bidirecional, cruise control e ABS com atuação em curvas.

São cinco modos de pilotagem, que vão desde o Commute, indicado para a pilotagem nas ruas, até o Time Attack, direcionado para pilotos experientes que podem desejar extrair o máximo da RS 660 em uma pista sem a interferência dos auxílios

eletrônicos.

Apesar de ter apresentado a moto e divulgado alguns detalhes do modelo, a Aprilia ainda não tinha exibido a RS 660 em ação. Bom, isso muda agora com um breve vídeo produzido pela fabricante. Nele, é possível notar que a RS 660 oferece

uma posição de pilotagem mais voltada para uma sport touring do que para uma esportiva.

Inicialmente, a RS 660 estava prevista para o fim de 2020, mas a pandemia da covid-19 provavelmente deve mudar os planos da fabricante italiana e talvez o modelo demore um pouco mais para ganhar as ruas.

Enquanto isso, confira o vídeo com as primeiras imagens da RS 660 em ação:

Listando: 5 de 1233

Anuncie

Sobre o Portal da General Osório

O Portal da General Osório foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua General Osório (boca das motos) no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área de Motociclismo.